Barroso vai contra as Forças Armadas e diz, "judiciário quem deve agir e interferir no Estado Democrático de Direitos"



O ministro Luís Roberto Barroso do Supremo Tribunal Federal (STF), disse na Rússia que se a vontade da maioria na democracia moderna "violar" o "direito fundamental" de algo como gênero, é o judiciário quem deve agir e interferir no Estado Democrático de Direito (das minorias).


Veja o Twetts: 

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem