Polícia Civil abriu um inquérito para apurar xingamentos a Moraes, adivinha de que foi?... VEJA



Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, dentro e na calçada do Clube Pinheiros, em São Paulo, no último dia. Alexandre de Moraes sequer estava presente no local. Ele tomou conhecimento das ofensas por meio de seus seguranças, que prestaram a queixa em seu nome. O B.O. foi registrado no 14º Distrito Policial (DP) da capital paulista, no bairro de Pinheiros, zona oeste da cidade. 

Os xingamentos foram proferidos pelo agente publicitário e sócio do Pinheiros Alexandre da Nova Forjaz. Ele teria gritado “careca ladrão”, “advogado do PCC”, “vamos fechar o STF” e “careca filha da puta”. 

Na delegacia, Alexandre da Nova Forjaz disse que estava no Clube “assistindo a jogo de futebol e que havia [pessoas em] várias mesas insultando a pessoa da vítima [o ministro Alexandre de Moraes]”. Negou, contudo, que estivesse fazendo os xingamentos e que desconhecia quem eram as outras pessoas no local. 

Alexandre de Moraes também é sócio e frequentador assíduo do clube. Integrantes de sua escolta pessoal sempre ficam nas imediações do local. O ministro do STF mora na região.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem