A revista VEJA, 'BOTA PRA TORAR' e revela as rachadinhas do senador Davi...



Um depoimento da funcionária do Senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), que estava desempregada e foi contratada pelo Senador nas escondidas.

O senador me disse: Eu te ajudo e você me ajuda. Estava desempregada. Meu salário era mais de 14 000, mas topei receber apenas 1 350. A única orientação era para que eu não dissesse para ninguém que tinha sido contratada no Senado.

A revista VEJA mostra as rachadinha do Senador Davi Alcolumbre. Meu salário era acima dos 14 000 reais, mas eu só recebia 900 reais. Eles ficavam até com a gratificação natalina. Na época, eu precisava muito desse dinheiro. Hoje tenho vergonha disso. diz Erica Almeida Castro 

"A rachadinha de R$ 2 milhões de Davi Alcolumbre.

Por anos, o senador ficou com salários de seis assessoras do gabinete. Elas abriam conta no banco, entregavam o cartão e recebiam apenas parte do dinheiro."

"Eles pegaram meu cartão do banco e a senha. Uma pessoa sacava o dinheiro e dava minha parte na mão. Cheguei a ter um salário de 11 000 reais, mas recebia apenas 800 por mês. Diz Lilian Alves Pereira Braga 


A revista VEJA denunciou  a rachadinha do Senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

"O combinado era que eu não precisava aparecer lá. Eles tinham a senha da conta do cartão do banco, tinham tudo. O meu salário era de uns 3 000 e poucos, mas eu só recebia 800 reais. Para quem estava na pior…”

Larissa Alves Pereira Braga 

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem