Davi Alcolumbre SOFRE PRESSÃO e maioria da Comissão da CCJ cobra...


A maioria dos integrantes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado cobra que o presidente do colegiado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), paute de forma urgente a indicação de André Mendonça, ex-advogado-geral da União, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Desde a indicação, que ocorreu em julho, o senador do Amapá resiste em pautar o nome de Mendonça para o posto. A resistência tem provocado reações por parte da bancada evangélica e de aliados de Bolsonaro.

Segundo um levantamento do jornal O Globo, até o momento, 16 dos 27 membros da comissão defenderam o andamento do processo.

Pela primeira vez, o presidente Jair Bolsonaro criticou publicamente Alcolumbre pela demora. “Três meses lá no forno o nome do André Mendonça. Quem não está permitindo é o Alcolumbre, uma pessoa que eu ajudei na eleição dele. Depois pediu apoio para eleger o (Rodrigo) Pacheco (DEM-MG) (presidente do Senado), e eu ajudei. Teve tudo que foi possível durante dois anos comigo. De repente ele não quer o André Mendonça”, disse Bolsonaro.

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem