Será que vai ter piada hoje? Lula e Doria não irão, mas Ciro Gomes, Mandetta, Alessandro Vieira, Gleise Hoffmanm, e Fernando Haddad...

Foto do Twitter:



Neste sábado (02), centrais sindicais, movimentos sociais e siglas de esquerda e de centro voltam às ruas para protestar contra o governo de Jair Bolsonaro. Na tentativa de atrair mais pessoas, os organizadores decidiram mudar o discurso, e agora vão usar a pandemia, inflação e desemprego.



Estarão presentes na manifestação da esquerda contra Bolsonaro na Paulista, hoje a tarde: 
Ciro Gomes, Mandetta, Alessandro Vieira, Gleise Hoffmanm, e Fernando Haddad. Simone Tebet e Amoêdo participarão por vídeo. Lula e Doria não irão. Quanta gente eles conseguirão reunir?


As siglas de esquerda e centro-esquerda devem protagonizar as manifestações deste sábado. Com a participação majoritária de lideranças do PT, PDT, PSOL, PSB, Solidariedade e Rede, entre outros, os protestos serão reforçados pela forte participação das centrais sindicais e de movimentos sociais.


Os presidenciáveis Ciro Gomes (PDT), Luiz Henrique Mandetta (DEM) e o senador Alessandro Vieira (Cidadania) confirmaram presença na Paulista.


Alguns desafetos de Bolsonaro participarão por meio de vídeos que serão exibidos próximo ao Masp (Museu de Arte de São Paulo), como a senadora Simone Tebet (MDB), o senador José Anibal (PSDB), os deputados Junior Bozzella (PSL) e Fabio Tradi (PSD) e o fundador do Novo, João Amoedo.


A intenção dos organizadores é concentrá-los nas capitais. A principal mobilização deve ocorrer em São Paulo, na Avenida Paulista, a partir das 13h.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem