Witzel pede ao STF, que anule o impeachment e autorize o retorno ao cargo.





O ex-governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel, cassado em abril em meio a denúncias de corrupção, pediu nesta terça-feira (21), ao Supremo Tribunal Federal (STF) que anule o impeachment e autorize seu retorno imediato ao cargo, para terminar o mandato. Uma das alegações da defesa de Witzel é que a Alerj aprovou as contas do ex-governador no exercício de 2020. Na ocasião, ele chegou a se manifestar nas redes sociais: “Fui absolvido”.


A deputada E
stadual Alana Passos(PSL-RJ), criticou e falou que essa culpa ela não levará. "Eu votei contra a aprovação das contas do Witzel, e deixei claro que era impossível aprová-las após todas as fiscalizações e denúncias que fizemos. Se ele voltar ao cargo, tenho a consciência tranquila de que fiz o meu trabalho muito bem feito e respeitei o desejo dos cidadãos fluminenses" Diz Alana

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem