Com a presença do homem dos asfaltos (Tarcisio), Bolsonaro sobrevoa municípios de São Paulo atingidos por fortes chuvas




O Presidente da República, Jair Bolsonaro, sobrevoou, nesta terça-feira (01/02), cidades de São Paulo atingidas por fortes chuvas desde o final de semana e lamentou as mortes provocadas pelo desastre natural. Após o sobrevoo, o Presidente Jair Bolsonaro e ministros se reuniram com prefeitos das cidades mais afetadas e colocaram as ações do Governo Federal à disposição dos municípios.

As chuvas provocaram 24 mortes e deixaram cerca de 2,8 mil famílias desabrigadas e desalojadas, de acordo com a Defesa Civil do Estado de São Paulo. Dez pessoas estão desaparecidas. “Lamentamos as mortes, sabemos que muitas vezes as pessoas constroem sua residência por necessidade em local que 10, 20, 30 anos depois, o tempo leva a desastres”, disse o Presidente Jair Bolsonaro.
Lamentamos as mortes, sabemos que muitas vezes as pessoas constroem sua residência por necessidade em local que 10, 20, 30 anos depois, o tempo leva a desastres”, disse o Presidente Jair Bolsonaro.

“Desde que tomamos conhecimento do ocorrido, mandamos para cá nosso secretário de Defesa Civil. Nossos ministros entraram em contato com prefeitos da região e hoje [estou] presente aqui com seis ministros. Também nos apresentamos a prefeitos para mostrar o que nós podemos fazer, o que temos à disposição para minorar o sofrimento das pessoas”, afirmou.

A Defesa Civil Nacional, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, está em contato permanente com a Defesa Civil do estado de São Paulo e trabalha com os demais órgãos federais que participam das ações de socorro, em casos de desastres naturais, no levantamento de dados e informações necessárias sobre os danos nas cidades atingidas pelas chuvas.
Apoio federal aos estados

Desde o fim do ano passado, o Governo Federal atua no socorro às populações e apoio às prefeituras de cidades atingidas por enchentes e alagamentos em razão das chuvas. O auxílio vai desde o reconhecimento federal de situação de emergência ou de calamidade pública até a liberação de recursos emergenciais, apoio técnico e articulação com outros órgãos federais para auxiliar as localidades.



Durante a coletiva, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, detalhou os recursos destinados pelo Governo para atender estados atingidos por chuvas desde o final do ano passado. “O Presidente já emitiu medidas provisórias de R$ 1,8 bilhão para atender essas questões das chuvas em todo o país. Foram R$ 700 milhões para o Ministério da Cidadania, mais de R$ 400 milhões para a área de infraestrutura e mais de R$ 550 milhões para o Ministério do Desenvolvimento Regional. Isso inicialmente, e já se colocou à disposição para alocar mais recursos se houver necessidade, porque cada município vai dizer qual é a sua necessidade”, destacou.

Segundo o ministro Rogério Marinho, estados brasileiros estão sendo atingidos por um volume de chuvas que excede o registrado nos últimos 30 anos.

Para combater os desastres o Governo Federal está lançando um programa de regularização fundiária para apoiar os municípios na solução desse problema.



Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem