Senador Girão defende Deltan Dallagnol e vai pra cima do TCU por condenação!



O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) criticou em Plenário, nesta quinta-feira (26), a decisão “escandalosa” do Tribunal de Contas da União (TCU), que condenou o ex-procurador da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, a devolver quase R$ 3 milhões, relacionados a despesas da sua equipe de procuradores.

O parlamentar denunciou a vingança e a perseguição desencadeadas contra pessoas que “prestaram um grande serviço à nação, serviço heroico, corajoso, combatendo esta chaga que é a corrupção”. Ele acrescentou que se trata de uma tenebrosa reação do crime.

Girão lembrou ter abordado no dia anterior (25), também em pronunciamento, a “igualmente escandalosa” decisão de um juiz federal de Brasília, que aceitou denúncias de deputados federais do PT, responsabilizando o ex-juiz Sergio Moro pelos elevados prejuízos sofridos pela Petrobras.

O senador elencou as conquistas da Lava Jato, “o maior legado do combate à corrupção neste país”. Mencionou que em seis anos, foram 79 fases, 195 denúncias, 244 ações penais, 192 mandados de busca e apreensão, 560 prisões, 981 pessoas denunciadas e 268 acordos de colaboração e leniência, que resultaram na devolução de R$ 22 bilhões aos cofres públicos em 20 anos, dos quais, 6 bilhões já retornaram ao erário.

— A Lava Jato foi uma das principais razões que me levaram a decidir disputar pela primeira vez uma eleição, acreditando que uma luz estava finalmente começando a clarear séculos de trevas, com predomínio da corrupção e da impunidade dos poderosos — afirmou.

Fonte: Agência Senado


Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem