Senador Eduardo Girão elogia a Corte Americano e critica ativismo judicial de ministros do STF do Brasil



O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) criticou, em pronunciamento nesta quarta-feira (29), a atuação dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), que ele classificou como “midiática”. Para Girão, alguns ministros são mais conhecidos do que cantores ou jogadores de futebol, "porque toda semana são focos de notícia”, algo muito diferente do que ocorre nos Estados Unidos, segundo ele.

"A maioria da população norte-americana desconhece os nomes dos nove ministros que integram o Tribunal Superior daquele país, isso porque eles são discretos, não são midiáticos. Eles se concentram, única e exclusivamente, nos autos dos processos e cuidam, essencialmente, de cumprir seu dever constitucional, sem interferir nos demais Poderes" disse.

Girão também criticou o fato de alguns ministros, segundo ele, viajarem muito para outros países e aproveitarem essas ocasiões para falar mal do Brasil. Ele citou nominalmente o ministro Luís Roberto Barroso, que viajou para a Inglaterra para participar de um evento promovido pelo Forum Brazil UK, na Universidade de Oxford, e teria sido desmentido por participantes do evento ao dizer que a volta do voto impresso seria um retrocesso.

"Por isso, presidente Rodrigo Pacheco, fica evidente a necessidade e a urgência de uma audiência pública que será realizada no próximo dia 5 de julho, para discutir aqui nesta Casa o ativismo judicial no Brasil. Já foi aprovado esse requerimento" afirmou.


Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem