Randolfe tem repressão crônica de alguns aspectos, e vai pedir ao Senado que investigue reuniões entre Bolsonaro, e a vice-procuradora!


O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), deve pedir nesta sexta-feira (29) que a Casa investigue as supostas reuniões entre o presidente Jair Bolsonaro (PL), e a vice-procuradora-geral da República, publicada pelo jornal Metrópoles.


“Vamos pedir informações sobre essas agendas através da Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle (CTFC) do Senado”, disse Randolfe.
Lindôra passou a ser atacada pela esquerda depois de pedir o arquivamento de sete das dez apurações preliminares envolvendo o presidente Jair Bolsonaro (PL), ministros, ex-ministros e congressistas que foram abertas pela PGR (Procuradoria Geral da República) com base no relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid.

Nesta quinta-feira (29), o senador do Amapá reagiu após o presidente Jair Bolsonaro (PL) ter debochado do trabalho da comissão parlamentar e chamado de “Randolfe fala fino Rodrigues”.
“Não sei qual é a obsessão do presidente com a minha voz, mas tenho algo a dizer: eu falo grosso com fascista covarde que vive fugindo da justiça”, disparou o senador.
Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem