Girão, está em curso uma 'escalada de censura jurídica à liberdade de expressão' - Profeta Diário




O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) se solidarizou com alguns brasileiros que, em sua opinião, estão sendo vítimas de censura prévia. Para o senador, essas pessoas sofrem perseguição e estão tendo sua "liberdade de expressão 'caçada' pela censura 'autoritária' em curso no país".

Em pronunciamento no Plenário, nesta quarta-feira (9), o senador destacou uma lista de pessoas que, afirmou ele, estão impedidas de manifestar livre opinião. Citou como exemplos os deputados federais Daniel Silveira (PTB-RJ) e Carla Zambelli (PL-SP), o empresário Luciano Hang, o pastor Valadão, os cantores Latino e Zezé di Camargo e o economista Marcos Cintra, além dos youtubers Monark e o Canal Hipócritas. Todos os citados por Girão tiveram as redes digitais bloqueadas pela Justiça.

— A lista é grande e todo dia cresce. Cada dia é uma surpresa diferente com relação a esse assunto aqui no Brasil, fato que tem deixado a população assustada do Amazonas ao Rio Grande do Sul, de norte a sul, de leste a oeste do Brasil todo. Talvez essa lista vá aumentar até o próximo feriado, já que o Senado tem sido omisso diante de tantas arbitrariedades e abusos cometidos por ministros da dupla Supremo Tribunal Federal (STF) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE) — declarou.

Girão também criticou a ida de seis ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) aos Estados Unidos para falarem sobre democracia e liberdade para um grupo de empresários ainda este mês.

— Isso não é piada, não, viu, senador Portinho. Isso é sério. Agora, para atravessar a Praça dos Três Poderes e vir aqui no Senado para conversar, dialogar sobre democracia, sobre ativismo judicial, sobre segurança e transparência nas urnas, eles [os ministros do STF] não têm a consideração — protestou.

Postar um comentário (0)
Postagem Anterior Próxima Postagem