-
  • ANIMES

    Esta seção contém análises, descrições, trailers e datas de lançamento de séries de anime, OVAs e longas-metragens.

  • GAMES

    Novos jogos são sempre as informações mais solicitadas, por isso esta seção apresenta as datas de lançamento dos jogos.

  • FILMES

    você encontrará as datas de lançamento dos filmes na distribuição mundial, as datas oficiais de estreia no Brasil.

  • COMICS

    Nesta você encontra quadrinhos, super-heróis, Marvel e DC

  • POLÍTICAS

    Notíticas sobre política, tudo que aconte no meio.

Senador Sergio Moro destaca liderança de Javier Milei nas eleições primárias da Argentina


O senador Sérgio Moro (União-PR), em pronunciamento no Plenário nesta terça-feira (15), parabenizou o povo argentino, que em votação primária no último de semana, deu o maior número de votos ao candidato de direita Javier Milei. Para Moro, a escolha do candidato de oposição expressa o descontentamento com o peronismo. Ele destacou que, embora ainda haja uma nova rodada da eleição em outubro e, caso haja segundo turno, outra em novembro, já está claro que o “populismo de esquerda” no país está com os dias contados.

O senador ressaltou que o resultado da consulta indica a boa aceitação dos dois candidatos de direita, Milei e Patrícia Bullrich, e a insatisfação da população argentina com a inflação alta e empobrecimento, que são alguns dos efeitos de medidas do atual governo.

— Embora esses rótulos sejam bastante complicados, perfilham a direita ou a centro-direita do espectro político e ambos professam uma crença num estado que valoriza a iniciativa privada, uma fé mais liberal, a economia de mercado e, igualmente, um rigor, uma severidade na segurança pública que precisamos fazer, dado, infelizmente, ao avanço a que assistimos, na América Latina, do narcotráfico — disse.

Moro também manifestou o desejo de que a insatisfação do povo argentino com o governo atual sirva de inspiração para que os brasileiros optem por mudanças no futuro.

Combustíveis

O senador ainda mencionou o aumento do preço dos combustíveis nesta terça-feira pela Petrobras. Para Moro, isso ocorreu porque a direção da Petrobras decidiu "desafiar a lógica do mercado" e manteve os preços artificialmente reduzidos.

— Embora essa política populista atraia aplausos dos brasileiros num primeiro momento, vinha gerando problemas severos, inclusive para o abastecimento interno brasileiro, já que outros produtores e importadores não tinham condições de praticar os mesmos preços que a Petrobras e, portanto, começaram a deixar de comercializar os seus produtos e de importar o combustível necessário para completar a demanda, para atender a demanda brasileira, e começaram a sofrer. Em postos de todo o Brasil já há o desabastecimento, principalmente do óleo diesel — afirmou.

Fonte: Agência Senado

Share:

G. Dias diz à CPMI que GDias sabia do risco de ataques



O ex-diretor-adjunto da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) Saulo Moura da Cunha disse nesta terça-feira (1º) que o então ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Marco Edson Gonçalves Dias, foi informado sobre o risco de ataque às sedes dos Três Poderes. Cunha presta depoimentos à CPMI do 8 de Janeiro e respondeu a perguntas da relatora do colegiado, senadora Eliziane Gama (PSD-MA).

A parlamentar questionou sobre quando o general, conhecido como GDias, teria recebido os primeiros alertas sobre a possibilidade de ataques às sedes dos Três Poderes. Em junho, durante depoimento à CPI da Câmara Legislativa do Distrito Federal, o ex-ministro-chefe do GSI disse que não havia sido informado sobre o risco de confrontos.

Cunha contestou as declarações do militar. Segundo o ex-diretor-adjunto, os primeiros informes a GDias começaram a ser enviados na manhã de 8 de janeiro por meio de um aplicativo privado de mensagens. No início da tarde, antes dos ataques, os dois teriam conversado sobre o assunto por telefone.

— O primeiro contato por WhatsApp foi por volta de 8h. Ele [GDias] responde dizendo: “Acho que vamos ter problemas”. Eu continuo encaminhando as mensagens e, por volta de 13h30, falo com o ministro e passo esta preocupação: "Temos a impressão, temos já uma certa convicção de que as sedes dos Poderes serão invadidas e haverá uma ação violenta contra esses prédios". O general GDias obviamente não estava recebendo informações apenas da Abin. Não posso afirmar por que ele agiu ou deixou de agir — afirmou.
Adulteração

Questionado por Eliziane Gama, o ex-diretor-adjunto da Abin negou que tenha adulterado um relatório enviado à Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência (CCAI) do Congresso Nacional com alertas sobre os ataques de 8 de janeiro. Segundo a parlamentar, o documento é diferente de outro relatório sobre o mesmo assunto remetido à Procuradoria Geral da República (PGR). No primeiro, a agência omitiu alertas enviados diretamente ao celular do general GDias.

Cunha admitiu que elaborou os dois relatórios. Mas disse que a decisão de retirar do primeiro documento os alertas enviados ao general GDias partiu do próprio chefe do GSI, que tinha a prerrogativa de definir quais informações seriam difundidas pela Abin. O ex-diretor-adjunto, no entanto, nega que tenha havido adulteração.

— Não adulterei. Fiz o primeiro em uma planilha que continha os alertas encaminhados pela Abin a grupos e continha também os alertas encaminhados por mim pessoalmente, pelo meu telefone, para o ministro-chefe do GSI. Entreguei essa planilha ao ministro, e ele determinou que fosse retirado o nome dele dali porque ele não era o destinatário oficial daquelas mensagens. Que ali fossem mantidas apenas as mensagens encaminhadas para os grupos de WhatsApp. Ele determinou que fosse feito, e eu obedeci a ordem — afirmou.

Eliziane classificou como “absurda” a ordem de GDias. Para a relatora, Saulo Moura da Cunha cometeu uma ilegalidade ao omitir as informações ao Congresso Nacional.

— O senhor está dizendo que adulterou a pedido de GDias. Atendeu a uma ordem absurda dele, atendeu ao pedido de uma ilegalidade. Retirou um dado e não apresentou no relatório apresentado a CCAI. Há uma responsabilidade compartilhada por ter atendido a uma ordem absurda. Que fique isso claro — disse.

Saulo Moura da Cunha classificou os ataques como “eventos lamentáveis”. Ele afirmou que, entre os dias 7 e 8 de janeiro, o Distrito Federal recebeu 130 ônibus com mais de 5 mil passageiros, alguns deles apontados como “radicais extremistas”.

O ex-diretor-adjunto da Abin deixou o cargo em março deste ano. Ele depõe à CPMI amparado por um habeas corpus. Segundo o Supremo Tribunal Federal (STF), Saulo Moura da Cunha não precisa responder a questionamentos sobre informações que tenha conhecimento por força de sigilo profissional.



Fonte: Agência Senado

Share:

Quando vai sair a 2º temporada da série King the Land (Sorriso Real)? Já tem data de lançamento!





As altas avaliações do drama trazem esperança aos corações dos telespectadores. Supõe-se que a data de lançamento da 2ª temporada de King the Land (Sorriso Real) no Brasil começará em 15 de junho de 2024. Estamos aguardando a confirmação oficial dos autores do drama e relembramos o que aconteceu antes.

Trama
Um melodrama romântico sobre dois jovens completamente diferentes conquistou o respeito da crítica e o amor dos fãs do gênero. Desde sua quarta semana de exibição, a produção sul-coreana registrou uma classificação impressionante de 12%, tornando-se um dos trabalhos mais vistos da JTBC. Não é de surpreender que muitos fãs estivessem interessados na data de lançamento de todos os episódios da 2ª temporada de "King of the Earth" no Brasil. Resta acreditar que os autores certamente estenderão o drama para novos episódios.



Mais do que tudo, o rico e ambicioso Goo Won não gosta de pessoas com sorrisos falsos no rosto. Ele os considera verdadeiros hipócritas. Um dia, Goo Won encontra uma garota que trabalha em um hotel. Jung Sung-ran dirige um dos estabelecimentos de maior prestígio. Ela também sorri com frequência e sonha em se tornar a dona do hotel. Este encontro obrigará dois jovens a reconsiderar suas opiniões sobre a vida e, quem sabe, aprender alguma coisa.



Vale a pena notar que o drama apresentado passou despercebido por muitos fãs russos. Certamente, alguns fãs do gênero simplesmente não tiveram tempo de apreciar a estreia, lançada no serviço Netflix em junho de 2023.


Aqueles que sonham em se juntar ao exército de fãs entusiastas podem começar a assistir com segurança o primeiro capítulo. Além disso, quando a segunda temporada do filme "King of the Earth" será lançada, ainda não foi informado.
Share:

Senador Kajuru falou na tribuna o dia mais quente da história e alerta sobre mudanças climáticas





O senador Jorge Kajuru (PSB-GO) alertou, em pronunciamento no Plenário nesta quarta-feira (5), para o aumento da temperatura global e suas consequências. Ele destacou que o dia 3 de julho de 2023 foi o mais quente já registrado no planeta, atingindo a média de 17,01ºC — o recorde anterior, de agosto de 2016, era de 16,92ºC, de acordo com os dados do Centro Nacional de Previsão Ambiental dos Estados Unidos.

O aumento das temperaturas tem relação com a chegada do fenômeno climático El Niño, que aumenta a temperatura no Oceano Pacífico próximo à linha do Equador, explicou o senador. Esse evento pode durar até um ano e, associado a crescentes emissões de dióxido de carbono e gases de efeito estufa, pode levar a novos recordes de temperatura e graves consequências para a humanidade, segundo cientistas.

— No final de junho, as ondas de calor provocaram mortes por insolação e desidratação nos Estados Unidos, no México e também na Índia. A Organização das Nações Unidas, através da sua agência voltada para o clima, pediu ontem aos governos que se preparem para as consequências do El Niño, com o objetivo de "salvar vidas e meios de subsistência", um alerta para que todos busquem meios para limitar os efeitos sobre os ecossistemas, as economias e, sobretudo, a saúde das pessoas — declarou.

Kajuru ressaltou que a saída cabe aos governos e indústrias (sobretudo a do petróleo), que precisam implementar medidas urgentes de redução de emissões de gases de efeito estufa. E os governos mais ricos devem ajudar os países pobres, que são os mais afetados pelas mudanças climáticas, concluiu.

— Com a temperatura média global batendo recorde, a tendência é muito calor também nas discussões da próxima Conferência do Clima da ONU, a COP-28, prevista para dezembro em Dubai. As expectativas dos especialistas não são otimistas, infelizmente. Espero, ao menos, ver o Brasil mostrando que, depois de um período de negacionismos, está fazendo a sua parte na defesa do meio ambiente e, como potência climática, exija a contrapartida dos países ricos, muito prometida, aliás, mas nunca cumprida — concluiu.

N.R: De acordo com o Instituto de Mudança do Clima (Climate Reanalyzer), a temperatura voltou a subir e o dia mais quente já registrado no planeta Terra passou a ser esta terça-feira, 4 de julho de 2023, um dia depois do recorde anterior. A temperatura média global atingiu 17,18°C.

Fonte: Agência Senado
Share:

Popular Posts

Marcadores

Recent Posts

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Pages